A História das Revistas de Cinema

.

.

As revistas de cinema foram inicialmente concebidas como instrumento publicitário direto dos setores de exibição e distribuição. Só depois é que nasceram projetos editoriais populares, com um teor mais jornalístico.

A Motion Picture Story Magazine foi a primeira publicação popular cinematográfica dos Estados Unidos, ela mudou definitivamente o perfil do setor. O dilúvio de periódicos que surgiu depois ajudou a criar o glamour das estrelas de Hollywood, a promover as suas bases de fãs, a promover os novos filmes dos estúdios e a esculpir a mitologia da história do cinema. A capa da primeira edição, de fevereiro de 1911, não apresentava uma estrela de cinema, mas o homem mais influente de todo o negócio na época, o inventor Thomas Edison, o homem que lançou a indústria do cinema com seu Kinetescope.

.

.

No Brasil, havia algumas literaturas, porém, dentro ambiente cinematográfico. Só depois, com a formação de companhias como a Companhia Cinematográfica Brasileira, em 1911, é que foi incorporada a revista de cinema como instrumento de uma economia cinematográfica.

A Scena Muda, lançada em 1921, foi a primeira revista de cinema realmente popular editada no Brasil e reproduzia basicamente o material estrangeiro. A história das revistas de cinema no nosso país ainda é minimamente preservada e pouquíssima estudada. Abaixo, uma exposição de revistas de cinema de vários países.

.

Imagens Aqui
(53 Imagens)

.

.

.

.
.

Outras propostas

.

assine o feed twiter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: