.
.

.

em meados da década de 1960 experiências psicodélicas baseadas na combinação de música e alucinógenos, induzidas por drogas como o LSD, levou ao surgimento de novos estilos visuais.

A palavra “psicodélico” foi usada pelo psicólogo britânico Humphrey Osmond para designar uma espécie de manifestação do espírito. Osmond observou que o uso de determinadas substâncias parecia permitir que uma pessoa saudável visse o mundo através dos olhos de uma pessoa esquizofrênica .

No entanto, “http://olavosaldanha.wordpress.com/psychedelic-art/” remete para a arte gerada pelos movimentos de contracultura. Uma revolução surgida no seio da juventude que questionava sentimentos políticos, sociais e espirituais inspirados principalmente pelos insights derivados de estados de consciência.

Um dos melhores representantes deste movimento foram os cartazes. Rick Griffin, Victor Moscoso, Stanley Mouse, Alton Kelley e Wes Wilson foram alguns dos artistas que usaram a explosão de cores em flagrante contraste, inscrições cheias de ornamento e elementos visuais bizarros.

Embora São Francisco (EUA) tenha sido o centro de arte psicodélica, o estilo também se desenvolveu internacionalmente. A artista britânica Bridget Riley ficou famosa com ilusões ópticas. Mati Klarwein trabalhou em obras psicodélicas para Miles Davis e Carlos Santana. Pink Floyd também usou a o designer psicodélico .

.
Imagens Aqui
.


.

assine o feed twiter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: